Serpe – As três águas do encanto

10,00 

Esta é a fala da serpente. Ana Sofia Paiva apresenta-nos um poema encantado. Uma viagem pela consciência feminina que nos revela a cobra – o Dragão das Sete Cabeças, como narradora da génese e raiz da fertilidade. Este é um poema de uma beleza pura e que nos surpreende pela sua simplicidade. Ana Sofia Paiva revela-se uma poeta dotada de uma grande originalidade e lucidez. As ilustrações de LigeiramenteCanhoto, quais gotas de orvalho em folhas soltas, dão vida e cor ao poema.

Categoria: